Vai, Brasil por Adriana Janaína Poeta/ julho 2017


    Por toda parte, ouvimos os gritos: Justiça! Apesar dos esforços e investigações para combater práticas lesivas à sociedade, os gritos se multiplicam: Justiça!
    Os casos bárbaros de crimes e impunidades estampam as capas dos jornais, repercutem na Internet, circulam nas conversas entre amigos.
    A violência faz parte da história do ser humano, mas a civilização requer regras e leis capazes de punir quem ultrapassa e atropela o direito do outro. Sem isso, voltamos para as cavernas, fazemos o caminho de volta e inverso.
    Os exemplos, ou seja, os maus exemplos, temos muitos, não precisamos procurar por muito tempo.
Não tem como aceitar algo assim. Que aqueles que trabalham séria e honestamente, os que se formaram e atuam por vocação e com responsabilidade, se unam para impedir que isso aconteça.
    Gente que usa cargo publico para roubar, perseguir, proteger criminosos, protelar decisões, suja a imagem do Judiciário, e o povo brasileiro precisa confiar em algum Poder. Existem pessoas honestas no judiciário? Evidente que sim, mas estes personagens arrasam e turvam o que já foi motivo de orgulho para Nação. O que mais ouvimos são pedidos de Justiça.
    Sem a garantia de que a impunidade não logrará êxito, a criminalidade faz a festa, os crimes se multiplicam. Não são os psicopatas mas os sem vergonhas aventureiros que saem para tentar a sorte, contando com o "jeitinho". A população cobra, cabe a quem está do outro lado fazer a sua parte.
    Que "o silêncio dos bons" não espere que o grito das vítimas revele ao mundo a vergonha maior que mancha não apenas a imagem, mas o futuro do nosso Brasil.
(Vai, Brasil por Adriana Janaína Poeta)
Leia. Apaixone-se.
Clube de Leitura dos Poetas
https://www.facebook.com/CartaAbertaCLP/
https://www.facebook.com/Eu.e.meu.Pai/
https://www.facebook.com/marcelobernardopoeta
https://www.facebook.com/adrianajanainapoeta
https://www.facebook.com/ClubedeLeituradosPoetas/
clubedeleituradospoetaseditorial.blogspot.com
https://www.facebook.com/clpbooks/
@clubedeleiturap
Imagem: Escultura representando a Justiça/ deusa Temis por Alfredo Ceschiatti, localizada em frente ao prédio do Supremo Tribunal Federal, em Brasília/ Brasil.
A escultura representa a deusa romana Justiça, que corresponde à grega Dice, filha de Zeus com Têmis, a guardiã dos juramentos dos homens.

Comentários

Postagens mais visitadas