Estocada Por Adriana Janaína Poeta/ in Poemas Escondidos


Estocada
Por Adriana Janaína Poeta

Ó fria lâmina
que meu coração procura!
Língua ferina,
perfídia viúva...

Ó languida inveja
que segue o meu encalço,
e em cujo rosto
derrama o fio negro...

Ó perversidade
que me copia,
que tenta fincar suas longas unhas
no que nunca te pertenceu...

O que tens dentro de ti,
além de nada?
Nem vento, nem beleza,
nem amor, nada divino...

Que triste tu és,
alma condenada!
Quanta pena eu sinto de ti,
que não nasceu inspirada...

Porque dentro de  mim
giram sóis, luas e nebulosas,
Rosas brancas perfumadas
e adagas rubras...

E eu vivo rodeada de asas,
de estrelas e céus,
de luares,
ensolarada.
Clube de Leitura dos Poetas


Mais de 446 mil Visualizações
Pedidos apenas via Messenger:
https://www.facebook.com/marcelobernardopoeta
https://www.facebook.com/adrianajanainapoeta
Me siga: @clubedeleiturap
@marcelobernardo













Comentários

Postagens mais visitadas